admin

Pagamento parcelado ou á vista, qual a melhor opção?

Sem comentários

Quando vamos realizar uma compra sempre ficamos tentados a parcelar o pagamento, já que é muito mais fácil pagar pouco por mês do que tudo de uma só vez.

Mas será mesmo que essa é a melhor opção? Nós comparamos parcelado x à vista, descubra o resultado abaixo.

O que é a compra parcelada?

Como o nome já sugere, parcelar o pagamento significa dividir o valor total do produto em parcelas, geralmente mensais. Normalmente as lojas adicionam um valor de juro sobre o valor.

Por mais que pareça ruim pagar um juro sobre o parcelamento, muitas vezes essa opção tem sua utilidade.

A grande vantagem do parcelamento é que permite você comprar coisas que estão além do valor da sua renda mensal, e usar o produto enquanto está o pagando.

O que é a compra à vista?

Já o pagamento à vista significa você deve pagar o produto no ato da compra. A vantagem nesse caso é que, além de você não pagar juros sobre as parcelas, você ainda pode ganhar um desconto no valor.

Entretanto para produtos mais caros, você precisar guardar uma parte da sua renda mensal até completar o valor total para comprá-lo, e diferente do parcelado, só pode utilizar depois que pagou.

Resultado, parcelado x à vista

As duas opções tem suas vantagens e desvantagens, então a melhor escolha vai depender de vários fatores, como a importância do produto e até o andamento das suas finanças pessoais.

Quando comprar parcelado?

Existem várias ocasiões onde a compra parcelada vale a pena, as duas mais comuns são:

! Para produtos muito caros: Para comprar móveis, eletrônicos ou até eletrodomésticos o parcelamento vale a pena, se não você vai ficar meses sem o produto até guardar a quantia necessária.

! Quando é muito essencial: Quando você precisa urgentemente do produto a solução é o parcelamento, como em casos de medicamentos ou equipamentos de saúde. Esperar para ter o dinheiro certo não é uma opção.

Quando comprar à vista?

Na disputa entre o parcelado x à vista existem várias situações em que pagar a quantia total é a melhor solução, mesmo que demore mais para usufruir do produto.

! Quando o juro parcelado é muito alto: Se o parcelamento vai duplicar ou triplicar o valor do produto, vale mais a pena economizar por alguns meses e evitar pagar uma fortuna em juros.

! Quando o desconto à vista for muito bom: Na maioria das vezes, quem paga à vista recebe cerca de 5% de desconto. Em alguns produtos isso pode significar uma economia enorme, tanto que compensa esperar para poder comprar.

Aprenda mais dicas sobre educação financeira

A dúvida parcelado x à vista é bem comum, principalmente para quem está começando a cuidar das suas finanças pessoais.

Porém cada caso é diferente, você deve analisar as opções, e as consequências com calma. Para isso você precisa saber como funcionam cada opção de pagamento.

Para ajudá-lo com essas decisões nós produzimos vários conteúdos que esclarecem as dúvidas mais comuns, acompanhe nossas publicações e aprenda mais sobre como cuidar de suas finanças.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminPagamento parcelado ou á vista, qual a melhor opção?
Leia mais

O que é RDB

Sem comentários

O mundo dos investimentos é um ótimo lugar para quem quer conquistar uma renda extra. E no meio de tantas opções para aplicar o dinheiro existe o investimento RDB, conheça mais abaixo e descubra como investir.

O que é o Recibo de Depósito Bancário?

Esta opção é um investimento de renda fixa privada, isso significa que são títulos que são emitidos por instituições financeiras privadas.

Essas financeiras são instituições que emitem títulos de financiamentos e empréstimos para diversos fins, como a compra de imóveis, automóveis e etc.

O investidor vai emprestar dinheiro para essas financeiras, que usarão o recurso para realizar os financiamentos. Logo, o investidor recebe um rendimento em cima da quantia que emprestou.

Quais as vantagens dessa opção de investimento?

Geralmente a renda fixa é um investimento mais conservador, isso indica que o risco é relativamente baixo, o que pode ser considerado uma ótima vantagem. Mas além disso, existem outros benefícios em investir no RDB.

! Boa rentabilidade: As financeiras são, normalmente, menores do que os bancos. Então elas oferecem oportunidades para atrair clientes e investidores, isso significa que a rentabilidade dos títulos é maior.

!  Garantia do FGC: O Fundo Garantidor de Crédito uma espécie de seguro, caso a financeira falir, você recebe o seu dinheiro de volta mais os rendimentos.

!  É acessível: O Recibo de Depósito Bancário pode ser realizado a partir de mil reais, o que é um valor acessível para muitos investidores, inclusive os iniciantes.

!  É um bom treinamento: Por ser um investimento de baixo risco é uma ótima opção para quem quer desenvolver melhor a sua educação financeira.

Como investir?

O processo de investimento é muito simples, entretanto não pode ser feito por meio de corretoras, já que por lei apenas clientes das financeiras podem aplicar no título.

Então você deve abrir uma conta de investimento na financeira. O processo pode ser feito totalmente online e, como não é realizado por corretora, não apresenta nenhum custo como taxas de corretagem ou taxa de manutenção.

Isso significa que para investir em RDB basta abrir a conta, transferir o dinheiro e escolher o título que quer aplicar.

E qual a diferença com o CDB?

O Certificado de Depósito Bancário é muito semelhante ao Recibo de Depósito Bancário e isso pode causar alguma confusão. Conheça algumas diferenças entre os dois investimentos.

  • !  O CDB pode ser resgatado a qualquer momento, enquanto que o Recibo só pode ser resgatado ao fim do vencimento do título;
  • !  O CDB pode ser vendido e transferido. Já o Recibo é inegociável e intransferível;
  • !  O CDB é mais difícil de encontrar, são poucos bancos que emitem esses títulos, ao contrário dos Recibos.

Aprenda mais sobre RDB e outros investimentos

Os investimentos são ótimas oportunidades para melhorar nossas finanças pessoais, já que garantem um rendimento em cima de um dinheiro que está guardado.

Porém todo investimento apresenta riscos, por isso o ideal é começar com títulos mais conservadores para aprender as sutilezas do mundo dos investimentos.

Acompanhe os nossos conteúdos e aprenda mais sobre títulos de investimentos e como conseguir uma renda extra.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminO que é RDB
Leia mais

O que são aplicativos agregadores de pagamentos (Pic Pay, Recarga Pay, Iti)

Sem comentários

Muito provavelmente você já deve ter ouvido falar em aplicativos agregadores de pagamentos, como o picpay, o recarga pay e o iti do Itaú. Mas você sabe realmente o que são eles e como usar?

Descubra abaixo.

O que são esses aplicativos agregados?

Antes da tecnologia invadir nossas vidas com suas diversas facilidades, era bem mais difícil transferir dinheiro para uma pessoa ou comprar sem usar o papel moeda.

A opção mais viável para valores altos eram os cheques, que são utilizados até hoje. Já para pequenos valores não tinha outra opção, era necessário usar as notas da carteira.

Porém hoje estamos vivendo na era digital, é muito mais fácil você transferir a quantia com dois cliques no celular do que ter que preencher um cheque.

Os aplicativos agregados de serviço foram desenvolvidos especialmente para isso, facilitar o pagamento e recebimento com o auxílio do celular.

Como os agregadores de pagamento funcionam?

Hoje estamos todos superconectados, com aplicativos de contas bancárias, cartão de crédito digital e várias outras facilidades.

Aplicativos assim utilizam essa interconectividade para movimentar dinheiro.

No picpay, por exemplo, você cadastra o seu cartão de crédito e pode realizar compras e transferências em vários lugares, inclusive parcelando a sua compra.

O recarga pay é bem parecido, ele também funciona como uma carteira digital em que você pode adicionar saldo por meio de boleto, transferência ou até pelo cartão de crédito.

Já o iti do Itaú funciona de modo semelhante aos anteriores, e não é exclusivo para clientes, ou seja, mesmo que você não possua uma conta Itaú pode utilizar o aplicativo.

Quais as vantagens de utilizar esses aplicativos?

Além do benefício evidente de ter uma carteira digital na palma da mão e não precisar sair por aí se preocupando com quanto dinheiro tem no bolso, os aplicativos desse gênero possuem outras vantagens.

Ajuda a controlar as suas finanças pessoais

A melhor forma de controlar as suas finanças é saber com exatidão onde e quando você está gastando o seu dinheiro.

Quando você usa aplicativos como o picpay acaba registrando as suas transações, o que facilita na hora de descobrir aonde você gastou o salário.

Você pode conseguir um empréstimo

Vários aplicativos agregadores de pagamento também oferecem uma linha de crédito pós paga, como o caso do recarga pay que é muito útil em casos de emergência.

É seguro

Infelizmente a falta de segurança em algumas cidades é uma triste realidade, e sair com o bolso cheio de dinheiro pode ser perigoso.

Com os aplicativos do estilo do iti você não precisa se preocupar, é totalmente seguro e você está mais protegido contra os batedores de carteira.

Conheça mais facilidades digitais para as suas finanças.

Os agregadores de pagamento são ótimos para nossa era digital. Mas além deles existem vários outros aplicativos e serviços que pode ajudar você com sua organização e educação financeira.

Acompanhe os nossos conteúdos e descubra mais sobre aplicativos semelhantes ao picpay, recarga pay e iti do Itaú.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminO que são aplicativos agregadores de pagamentos (Pic Pay, Recarga Pay, Iti)
Leia mais

Melhor investimento no momento, Bolsa ou Tesouro SELIC?

Sem comentários

Uma lição importante para a sua educação financeira é saber identificar qual o melhor investimento para cada cenário. O momento atual é ótimo para ilustrar essa questão, ou seja, com a taxa Selic em baixa qual a melhor opção entre a Bolsa e Selic?

Descubra abaixo.

O que significa cada investimento?

Primeiro passo para descobrir qual investimento é melhor, é entender o que significa cada opção e quais as variáveis que interferem no rendimento de cada uma.

Investimento na bolsa

Investir na bolsa de valores significa aplicar em um fundo de renda variável, em que o seu lucro vai depender de quão bem a ação que você comprou vai se sair.

Em outras palavras, você compra uma porcentagem de uma empresa de capital aberto e, se ela lucrar, a sua ação valoriza e você ganha com isso.

Investimento no Tesouro Selic

Já no tesouro Selic você compra títulos com uma renda fixa, podendo ter taxa pré ou pós fixada. Isso significa que quando você compra o título já sabe quanto ele vai render, podendo ser ou não corrigido pela inflação.

Logo, o tesouro tem um risco menor em comparação com a bolsa, porém o rendimento também é menor.

E o que o momento atual significa?

Um dos fatores que influenciam na rentabilidade do tesouro é a taxa Selic, que é uma taxa relacionada com a inflação do país e utilizada para definir a base de juros do tesouro.

Logo, a taxa Selic é essencial na hora de escolher entre Bolsa e Selic. Com uma taxa baixa os investimentos do tesouro tem uma rentabilidade menor do que a comum.

Porém a bolsa de valores pode ser um desafio enorme para os investidores mais conservadores, já que os riscos são maiores do que os que estão acostumados.

Afinal, qual a melhor opção entre Bolsa e Selic?

Cada investidor possui um perfil individual, que vai guiá-lo durante as decisões de investimento. Então nesse momento de baixa da Selic as opções são as seguintes,

Para investidores mais conservadores

Para quem não gosta de correr muitos riscos o ideal é procurar investimentos de renda fixa. Porém como o mercado está melhor para as opções de renda variável.

O conselho é começar a diversificar a sua carteira de investimentos, aplicando uma pequena parte em ações da bolsa, com o objetivo de aumentar um pouco a rentabilidade da sua carteira.

Para investidores mais agressivos

Se o seu perfil é mais agressivo, você já está mais acostumado com um risco alto, e por isso a sua carteira deve ter menos títulos pré fixados.

A estratégia para esses casos é investir ainda mais na bolsa, aproveitando as oportunidades de alta rentabilidade que o cenário atual pode trazer.

Porém sempre se lembre de avaliar muito bem a ação que está comprando, afinal, prejuízos são ruins para qualquer investidor.

Descubra mais sobre a Bolsa e Selic e em como melhorar a sua renda extra.

A bolsa de valores é a opção do momento atual, mas para definir uma boa estratégia de investimento existem vários conhecimentos que você deve adquirir.

Acompanhe os nossos conteúdos e aprenda como melhorar as suas finanças pessoais, diversificando a sua carteira de investimentos e aproveitando as oportunidades do momento.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminMelhor investimento no momento, Bolsa ou Tesouro SELIC?
Leia mais

LCI e Tesouro Direto

Sem comentários

Quem deseja investir em renda fixa fica com muita dúvida entre o LCI e Tesouro Direto. Por serem investimentos rentáveis e mais seguros que os de renda variável, muitos optam por tais investimentos.

Mas como saber qual é o investimento ideal para o seu perfil? Hoje te mostraremos tudo sobre esses famosos Investimentos de renda fixa e faremos uma comparação para que você possa analisar qual é o melhor para você.

O que é LCI?

O mercado imobiliário tem seus momentos difíceis, porém não para de crescer. Recentemente foi possível notar sinais de melhora no setor imobiliário e com isso os investimentos nesse tipo de mercado voltaram a aumentar.

LCI é um tipo de investimento de renda fixa definido como Letras de Crédito Imobiliário. Esse tipo de investimento é um empréstimo de dinheiro que é realizado a alguma instituição.

Os investimentos realizados servem para financiar o setor imobiliário. Quando é realizado o contrato de investimento você já sabe quanto a instituição irá te pagar de juros em um tempo definido.

O que é Tesouro Direto?

Um dos investimentos mais famosos do Brasil é esse. A maioria dos novos investidores começam investindo pelo Tesouro Direto, muitas vezes usando valores que antes estavam aplicados na poupança.
Como o Tesouro rende mais que a poupança, a melhor opção é retirar o dinheiro e colocar em um investimento seguro e com boa rentabilidade.

O Tesouro Direto é uma espécie de programa onde o Governo Federal disponibiliza títulos para que pessoas físicas possam realizar investimentos.

No Tesouro Direto ocorre uma espécie de empréstimo do dinheiro de um cidadão comum para o Estado, onde quando o prazo do título chega ao final, o estado devolve o valor emprestado com o acréscimo de uma taxa.

Comparação entre LCI e Tesouro Direto

LCI

– Isenção do Imposto de Renda para pessoa física;
– Proteção do FGC;
– Aplicações mínimas que podem ser de valores altos;
– Prazos mínimos de resgate, ou seja, não pode vender antes do vencimento.

Tesouro Direto

– Menores valores de investimento;
– Não possui garantia do FGC, no entanto é bastante seguro;
– Tem modalidades pré e pós-fixada, assim como a híbrida;
– Liquidez imediata, ou seja, você pode resgatar seu investimento quando desejar e sem precisar esperar o prazo de vencimento do título;

– É cobrado Imposto de Renda no resgate.

Qual devo escolher entre LCI e Tesouro Direto?

Muitos acreditam que somente pelo fato do LCI ter isenção no Imposto de Renda ele seja melhor do que os títulos do Tesouro Direto. No

entanto, isso não é verdade, é necessário nos atentarmos para outros detalhes.
A escolha do investimento vai muito de acordo com o seu perfil. Se você quer garantir maior liquidez, talvez o LCI não seja a sua melhor opção, mas para ter certeza disso é necessário analisar os títulos e as taxas disponíveis de cada investimento.

Ou seja…

Depois de entender as diferenças entre LCI e Tesouro Direto você pode analisar qual é o melhor investimento para você.

Você pode investir nos dois, caso queira, mas se você quiser priorizar algum deles é necessário que você priorize o que possa te dar mais retorno de acordo com o que você busca.

Fonte: Finecon DDGN

adminLCI e Tesouro Direto
Leia mais

CDB e Tesouro Direto

Sem comentários

Durante muito tempo a maioria das pessoas somente investiam na poupança. Porém, com o passar do tempo alguns investimentos como CDB e Tesouro Direto cresceram muito por ter mais rentabilidade.

Mas e quando você deseja fazer o seu primeiro investimento, porém não faz ideia no que investir e nem sabe as diferenças entre os investimentos disponíveis?

Para te ajudar com esse problema, hoje faremos uma comparação entre CDB e Tesouro Direto para te ajudar a fazer uma escolha mais assertiva de acordo com os seus objetivos.

O que é CDB?

CDB é a abreviação de Certificado de Depósito Bancário, ele é definido como um investimento de renda fixa que é emitido por instituições bancárias.

O CDB é como se fosse um empréstimo do seu dinheiro que você faz aos bancos. Em troca desse empréstimo financeiro você recebe uma taxa de rentabilidade pré-fixada, ou seja, já definida no ato da compra.

Dessa forma você tem como prever quanto o seu investimento irá te retornar. Os CDBs com prazo de vencimento mais longo têm rentabilidade mais alta.

As captações realizadas nesse tipo de investimento servem para financiar atividades do banco emissor (projetos, crescimentos e também pagamento de dívidas).

O que é Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é um programa que permite a negociação de títulos públicos, emitidos pelo Governo Federal, entre Estado e pessoa física através da internet.

O Tesouro Direto é considerado um investimento de baixo custo e seguro. É uma espécie de empréstimo que você faz ao governo e no final do vencimento ele te devolve o dinheiro emprestado mais uma taxa de retorno.

Comparação entre CDB e Tesouro Direto

Para te ajudar a decidir onde investir, te mostraremos a seguir algumas características básicas dos CDB e Tesouro Direto.

CDB

– Requer valores um pouco mais altos para começar a investir;
– Possui garantia do FGC;
– Possui a modalidade pré-fixada, pós-fixada e híbrida;
– Melhor rentabilidade, principalmente CDB de bancos menores;

– Imposto de Renda no resgate.

Tesouro Direto

– Menores valores para investir;
– Sem garantia do FGC, mas é seguro;
– Possui modalidades pré e pós-fixada, assim como a híbrida também;
– Liquidez imediata do título, ou seja, você pode resgatar seu investimento quando quiser e sem precisar esperar o prazo de vencimento;
– Imposto de Renda no resgate.

Qual devo escolher entre CDB e Tesouro Direto?

Você deve escolher entre CDB e Tesouro Direto de acordo com o seu perfil de investidor. No CDB você tem proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), ou seja, se o banco falir você terá o seu dinheiro de volta.

Já no Tesouro Direto, caso haja falência do governo (o que é algo extremamente difícil), você não terá o seu dinheiro de volta.

Além disso, os investimentos no Tesouro Direto possuem valores mais acessíveis do que no CDB.

Conclusão…

Agora que você já sabe qual é a diferença entre CDB e Tesouro Direto você pode começar a fazer seus investimentos de modo mais seguro. Faça uma análise de qual investimento é o melhor para você no momento e invista sem medo.

Fonte: Finecon DDGN

adminCDB e Tesouro Direto
Leia mais

Como criar uma Reserva de Emergência

Sem comentários

Atualmente muitas pessoas passaram a investir mais em educação financeira de qualidade e começaram a aplicar isso em suas vidas. Com isso, a reserva de emergência se tornou algo de conhecimento mais popular e que vem ganhando cada vez mais espaço nas casas brasileiras.

Quem ainda não tem uma reserva muito provavelmente já ouviu falar sobre isso e sabe o quão importante é fazer esse investimento. Porém, se você conhece a reserva de emergência apenas pelo seu nome, hoje te mostraremos tudo de importante que você precisa saber sobre o assunto.

O que é reserva de emergência?

É normal passarmos por momentos imprevisíveis, mas o que podemos fazer para passar por estes de forma mais tranquila financeiramente e sem precisar recorrer aos empréstimos de altas taxas de juros?

A reserva de emergência pode ser definida como um investimento financeiro que sirva para nos ajudar em momentos imprevisíveis como problemas de saúde, acidentes e muitos outros.

É muito importante que a gente saiba onde investir o dinheiro da nossa reserva para que não tenhamos surpresas desagradáveis na hora do resgate.

Qual é a sua importância?

Infelizmente ainda há uma cultura de que o cartão de crédito é uma firma de reserva de emergência, pois através dele podemos pagar por algo que não esperávamos.

No entanto, o cartão de crédito é apenas uma forma de pagamento e jamais pode ser considerado como uma reserva financeira.

Criar uma reserva financeira te ajuda a arcar com os custos de um imprevisto durante um tempo sem ter que recorrer a métodos de pagamentos que possam se tornar uma dívida enorme.

Além disso, é importante a criação desse investimento para aumentar a garantia de tranquilidade e estabilidade financeira para você e sua família.

Como criar uma reserva de emergência

1- Comece pelo orçamento

O primeiro passo é fazer um orçamento de todas as suas dívidas. Anote todos os seus gastos mensais e também as suas fontes de renda.

2 – Defina valores

Depois de fazer o orçamento, defina o valor médio dos seus gastos e defina o valor para a sua reserva de emergência. O ideal é que o valor da sua reserva de emergência dê para cobrir pelo menos 6 meses dos seus gastos.

3 – Defina um prazo e metas para conseguir montar a sua reserva

O seu primeiro investimento deve ser esse, enquanto você não tem uma reserva financeira é necessário deixar um pouco de lado outros tipos de investimento.

Defina metas e prazos para conseguir juntar facilmente esse dinheiro.

4- Corte de gastos

Corte gastos desnecessário e direcione esse dinheiro para a sua reserva financeira.

5- Dê um up no salário

Você pode procurar novas formas de ganhar dinheiro extra. Com isso você consegue montar uma reserva financeira de modo mais rápido.

6- Verifique qual é o melhor investimento para a sua reserva

Opte por um investimento de alta liquidez diária e que não tenha volatilidade no mercado. Além disso, verifique as condições de retirada do investimento para que você não tenha surpresas desagradáveis quanto a datas.

Conclusão

Agora que você aprendeu o que é e qual a importância da reserva de emergência, comece hoje mesmo a se programar para conseguir fazer esse investimento o mais rápido possível.

Quando você cria essa reserva você consegue viver a vida de modo um pouco mais leve, pois você tem um aumento da segurança financeira e estabilidade.

Fonte: Finecon DDGN

adminComo criar uma Reserva de Emergência
Leia mais

Qual é o melhor Banco Digital

Sem comentários

Com certeza você já ouviu falar em banco digital e por mais que você nunca tenha usado, provavelmente você pensa ou já pensou em abrir uma conta digital para experimentar como funciona esse mundo dos bancos não tradicionais.

Esses bancos começaram a ganhar força, principalmente pela possibilidade de isenção de taxas. Ninguém gosta de viver pagando tarifas abusivas de bancos tradicionais e justamente por isso buscam uma nova forma de usar bancos que prometem taxas muito menores.

Se você está começando a querer usar um banco digital esse texto foi feito especialmente para você. A seguir te explicaremos o que é essa espécie de banco e qual é o melhor para você.

O que são bancos digitais?

Quando falamos em banco digital automaticamente pensamentos em um banco que foge do tradicional nos oferecendo serviços de um banco comum por meio de um aplicativo ou similar.

Porém o banco digital vai muito além disso. Esses novos bancos são capazes de atender seus clientes em tempo real e procuram sempre se adequar às novas mudanças tecnológicas.

Os bancos digitais possuem um número bem reduzido de agências, podendo ter somente até uma agência, mas que conseguem atender bem e de forma eficiente qualquer pessoa em qualquer lugar do país por meio de serviços digitais.

Esse tipo de banco começou a ganhar popularidade por permitir que tudo possa ser feito por meio de um aplicativo ou internet banking e com taxas muito mais baixas ou até mesmo inexistentes.

Qual é o melhor banco digital?

É difícil escolhermos um banco digital, pois eles possuem um atendimento bem eficiente e características semelhantes. Por isso, a seguir te falaremos um pouco sobre os principais bancos digitais para que você possa fazer a melhor escolha.

– NuConta

A NuConta é a conta digital do cartão de crédito mais querido do Brasil: Nubank. Ela além de ser isenta de tarifas faz com que o dinheiro disponível em sua conta corrente renda 100% do CDI.

– Inter

O Banco Inter é um dos preferidos e mais populares. Ele permite que seus clientes façam TED de forma gratuita e ilimitada (para qualquer banco), fornece cartão de débito e dá a possibilidade de adquirir cartão de crédito.

Além disso, no Inter você consegue fazer saques ilimitados e gratuitos em caixas 24h, depósitos por meio de boletos e cheques, compras e transferências por QR code, plataforma de investimentos, pagamento de contas e muito mais.

– Neon

Para abrir uma conta no Neon é necessário baixar o aplicativo e depositar R$ 100,00. O banco não cobra taxas para usar o seu pacote básico (transferência gratuita para contas Neon, 1 saque mensal, 1 transferência gratuita mensal para outros bancos).

– Next

O Banco Next é um banco popular digital que tem desde contas gratuitas até as pagas. As gratuitas não possuem tantos benefícios

como as contas pagas, mas a depender de suas necessidades vale a pena.

Esse banco permite que você faça vaquinhas e também consiga obter descontos na Uber, Cinemark e muitos outros.

– Sofisa

O Sofisa é um banco digital indicado para quem deseja fazer investimentos em renda fixa. O banco te permite investir a partir de somente R$ 1,00.

Além disso, o Sofisa não cobra nenhuma taxa e permite depósitos por DOC, TED, boleto e cheques por imagem.

– Original

O Banco Original dá a possibilidade de adquirir um cartão de crédito internacional e sem anuidade. Como cliente do banco você também consegue realizar TEDs ilimitadas, saques em caixas eletrônicos 24h, depósito por boletos e outros

– Banco do Brasil

O BB foi o primeiro banco tradicional e grande a disponibilizar uma conta digital para seus clientes. A conta digital do Banco do Brasil é chamada de fácil BB.

As contas podem ser: fácil gratuita e fácil bônus. As duas não possuem taxa de manutenção, dá a possibilidade do cliente adquirir um cartão de crédito, débito e permite depósitos ilimitados de forma gratuita.

Além disso, é possível fazer transferências bancárias entre contas do banco de forma gratuita.

Agora que você sabe o que é banco digital e que é possível usar um banco, de onde estiver e sem pagar nenhuma taxa, aposto que você vai criar uma conta hoje mesmo para experimentar esses serviços.

Fonte: Finecon DDGN

adminQual é o melhor Banco Digital
Leia mais

O que é o Serasa Consumidor

Sem comentários

O Serasa Experian é uma empresa que oferece solução de crédito, e para empresas de todos os segmentos oferece consulta de dados, marketing e certificação e além de registros de inadimplência tem uma área direcionada para auxiliar as pessoas que é o Serasa Consumidor.

O Serasa é uma empresa privada de análises e informações para decisões de créditos, recebe dados enviados por lojas, bancos e financeiras.

Seu banco de dados tem apontamentos sobre dívidas vencidas e não pagas, protestos de títulos e outros registros públicos e oficiais, cheques sem fundos e etc.

O Serasa consumidor é um serviço destinado para pessoas físicas, fornecendo vários benefícios para o cliente, vai muito além de apenas um banco de dados que serve para consulta de CPF ou nome em restrição.

Benefícios do Serasa consumidor

  • Verificar a situação do CPF e se possui alguma dívida ou não em aberto;
  • Auxilia na aproximação entre as pessoas e as empresas, facilitando a regularização de débitos pelo programa Serasa limpa nome;
  • Possui o cadastro positivo, para que as empresas que fornecem crédito acompanhe o seu comportamento como pagador;
  • Ele seleciona e compara as melhores propostas de crédito, feitas por empresas parceiras para encontrar o melhor para o seu perfil;
  • Através do Serasa antifraude ele monitora seu CPF informando qualquer alteração no seu CPF.

Como saber se seu nome está negativado

O Serasa consumidor oferece o serviço online de consulta simples grátis ao CPF, assim você poderá verificar se seu nome está negativado e para fazer a consulta você precisa acessar o site do Serasa consumidor.

Entrando no site você deve fazer um cadastro simples e fazer a verificação das informações e fazer a confirmação da conta por e- mail, feito isso você deve apenas digitar seu CPF e consultar seu nome.

Tendo alguma restrição aparecerá para você em quais lojas ou financeiras seu nome está negativado, podendo também verificar a pontuação do seu score.

Caso você faça a consulta e não apareça nenhuma restrição, você deve ficar feliz, pois isso significa que você cumpre suas obrigações como pagador e isso fará com que seu score aumente sua margem de crédito fique maior.

Tendo a margem de crédito aumentada você poderá aproveitar todos os benefícios de ter um cadastro positivo, o Score é uma ferramenta usada para a análise de crédito o qual você pode fazer o acompanhamento.

Para uma pesquisa e um acompanhamento mais avançado com monitoramento do seu CPF, o Serasa oferece planos mensais e anuais.

E tendo alguma restrição através do Serasa limpa nome ele te auxilia escolhendo e disponibilizando as melhores propostas para a regularização ou renegociação de suas dívidas.

A diferença do serasa consumidor para as empresas independentes como o SPC e o Boa Vista, é que eles fornecem serviços diferentes, todos eles tem um banco de dados próprio que armazena as informações sobre o comportamento financeiro dos consumidores.

Mas o Serasa consumidor possui um banco de dados individualizado encontrando todas as restrições, enquanto em outros banco de dados poderá conter informações incompletas.

Estar com o nome sem restrições é muito importante, por isso planeje-se e administre seu poder de compra e com isso você conseguirá ter uma liberdade financeira.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminO que é o Serasa Consumidor
Leia mais

O que é consumidor positivo e como saber se seu nome está negativado

Sem comentários

Atualmente milhares de pessoas tem seu nome inserido no SPC ou no Serasa, e a consequência disto é que o nome fica com restrição, ou seja, negativado, deixando de ser considerado um consumidor positivo.

Algumas pessoas ficam em débito por motivos de desemprego, crise financeira, doenças, etc. Outras por falta de planejamento e de não saber administrar o dinheiro e equilibrar o consumo.

O que é Consumidor Positivo?

O Consumidor positivo funciona basicamente como um cadastro de toda pessoa que não tem o nome com restrições, que possui um histórico de créditos positivo, serve tanto para pessoa física como para pessoa jurídica.

Esse cadastro pode ser usado em análises de crédito, o que aumenta suas chances de conseguir aprovação de crédito, é uma forma de registrar seus pagamentos em dia e verificar se você é uma pessoa adimplente.

Como saber se seu nome está negativado?

Como fazer consulta pelo SCPC

Você pode monitorar seu nome de forma gratuita através do site consumidor positivo, você precisará fazer um cadastro e a validação de informações através de um e-mail, e com isso você

poderá iniciar um cadastro de consumidor positivo que registra a suas informações de pagamentos.

As informações de pagamento em dia, auxilia você a obter crédito com mais facilidade junto às instituições financeiras, e o site também fornece facilidade em negociações de dívidas que podem ser feitas online.

Isso estimula as empresas negociarem débitos com descontos pelos mutirões presenciais da campanha acertando suas contas e também oferecem palestras e dicas sobre educação financeira.

Além do site consumidor positivo boa vista, você pode consultar seu nome no SPC e no Serasa.

Como fazer consulta no SPC?

A consulta no SPC não é gratuita, pois o banco de dados desse órgão não pode ficar exposto, porém mesmo tendo tarifa você pode optar por utilizá-lo, neste caso você deve ir em um dos postos do SPC para realizar a consulta do seu nome.

Não tendo como pagar a tarifa, você pode ir até uma loja ou banco levando RG ou CPF e pedir para que façam a consulta para você.

Como fazer consulta pelo Serasa?

A consulta no Serasa pode ser feita também de forma gratuita no site Serasa consumidor, porém é uma consulta mais restrita.

Você precisará fazer um cadastro e fazer a validação de suas informações por e-mail.

Para informações mais detalhadas sobre seu nome o site oferece planos tarifados que é mensal ou anual.

Atualmente essas são os três principais sistemas usados pelas empresas e bancos para verificar as obrigações do consumidor, é muito importante se manter como consumidor positivo para obter mais facilidade em financiamentos e compras parceladas.

Sabendo que o nome fica negativado com atrasos de pagamentos das contas, evite ficar inadimplente, o ideal é que haja planejamento e organização nas suas finanças.

Estando com o cadastro positivo você poder obter o máximo de benefícios possíveis, aumentando assim sua margem de créditos e com isso podendo aproveitar as melhores oportunidades de compra disponíveis no mercado.

Fonte: fineconddgn.com.br

adminO que é consumidor positivo e como saber se seu nome está negativado
Leia mais